PNUD disponibiliza 13 milhões de dólares para São-Tomé e Príncipe

0
764

Por: Ricardo Neto, Jornalista da Agência STP-Press

São-Tomé, 17 Fev. ( STP-Press ) – O  Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), colocou a disposição de São-Tomé e Príncipe um montante de 13 milhões de dólares para os próximos cinco anos, ao abrigo de um novo acordo de cooperação assinado esta manhã na capital de São-Tomé.

O novo quadro de cooperação e coordenação (UNDAF) para o quadriénio de 2017 a 2021 foi assinado esta manhã pelo ministro são-tomense dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Urbino Botelho, e pela representante residente do PNUD em São Tomé e Príncipe, Helen Clark.

Em declarações a imprensa, o ministro Urbino Botelho anunciou que o novo programa assenta-se em três grupos temáticos, designadamente, a coesão social, a governação e o crescimento económico e resiliência no âmbito do novo ciclo de programação das Nações Unidas para São-Tomé e Príncipe.

A diversificação da economia de São Tomé e Príncipe tem estado na mira do apoio  que o sistema das Nações Unidas numa perspectiva de se estimular modelos da economia baseados na sustentabilidade social, económica e ambiental.

Além de potencialidade para desenvolvimento da economia verde num país que já é uma referência em fornecer produtos agrícolas de classe mundial, PNUD está ainda sensível em fomentar a potencial do arquipélago para o relançamento da economia azul.

No sector social o Estado são-tomense tem cumprido as metas globais em reação ao ensino primário universal, à igualdade de género e capacitação das mulheres, à melhoria da saúde materna bem como o combate ao HIV/Sida, tuberculose e paludismo.

Fim/RN

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Seu nome