Republica Popular da China reabre embaixada em São-Tomé e Príncipe

0
592

Texto: Ricardo Neto   ***** Foto: Inter-mamata

São-Tomé, 03 Abr ( STP-Press ) – A República Popular da China reabriu oficialmente a sua embaixada em São-Tomé e Príncipe em cerimónia copresidida esta manhã pelo Encarregado do Negócio chinês, Wang Wei e pelo  ministro   são-tomense dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Urbino Botelho – Soube-se hoje em São-Tomé.

No seu discurso o representante de Pequim disse que a reabertura da embaixada chinesa em São-Tomé é “um acto de profundo significado na relação bilateral sino-santomense” tendo sublinhado que a China está disposta de apoiar o autodesenvolvimento sustentável de São-Tomé e Príncipe e o bem-estar do povo são-tomense.

 

“ Irmãos unidos, a força é poderosa suficiente para cortar metal”- disse Wang Wei citando proverbio chinês para depois sublinhar que relação diplomática entre os Estados “não só corresponde aos interesses fundamentais dos dois Países e Povos” mas também “ se conforma a grande corrente da amizade China-Africa.”.

Por outro lado, o ministro ministro são-tomense dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Urbino Botelho anunciou para breve a reabertura da representação diplomática são-tomense em Pequim bem como o acto de troca dos embaixadores para as respetivas capitais.

 

Urbino Botelho disse no seu discurso que a reabertura a embaixada de Pequim na capital são-tomense “ evidencia a importância” relacionamento entre os dois Países quer no plano interno como internacional ”.

Além de ter sublinhado que “ a China pode de novo constituir um parceiro fundamental” São-Tomé e Príncipe neste momento de crise financeira internacional, Urbino Botelho acrescentou que “estão assim relançadas as bases e condições ideias para uma cooperação mutuamente vantajosa numa perspectiva para o desenvolvimento económico e o bem-estar para os respectivos Países e Povos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Seu nome