Trovoada não esperava que Trump optasse por “isolacionismo” climático

0
642

 

Por: Ricardo Neto, jornalista da Agência Noticiosa STP-Press

 

São-Tomé, 02 Jun (STP-Press) – O primeiro-ministro de São-Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada não esperava que presidente norte-americano Donald Trump optasse por “ isolacionismo e ficar de fora do Acordo do Paris sobre clima”, tendo sublinhado que “ninguém deve estar de fora” no combate as alterações climáticas.

 

Em declarações quinta-feira a Agência STP-Press poucas horas antes da decisão oficial de Trump de retirar os Estados Unidos do referido Acordo, Patrice Trovoada disse que “ espero que neste combate que é de todos, o Presidente Trump não escolha o isolacionismo e ficar de fora no seu cantinho porque em matéria climática ninguém deve estar de fora”.

 

Nós consideramos que os Países industrializados têm uma responsabilidade fundamental” no combate as mudanças climáticas, disse Trovoada para depois argumentar que “ daí a incompreensão do mundo caso Donald Trump decidir sair do tratado do Paris, que nós todos assumimos e o próprio Estados Unidos”.

 

Tendo considerado “a decisão do Presidente Trump de soberana” Patrice Trovoada concluiu que a saída dos Estados Unidos “ significa mais esforço do resto do mundo para reduzirmos a temperatura do planeta”.
“Nós em São-Tomé e Príncipe sofremos com as consequências das mudanças climáticas”,- disse o primeiro-ministro são-tomense tendo considerado que “ sofremos de algo de que somos inocentes”.

 

As declarações de Trovoada surgiram poucas horas antes do presidente americano, Donald Trump ter anunciado a saída do Estados Unidos do Acordo de Paris, assinado por 195 países, em 2015, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática.

 

Fim /RN

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Seu nome