Feira internacional de negócios promove mercado são-tomense

0
412

 

Por: Ricardo Neto e Arcangelo Dendê, jornalistas da STP-Press

São-Tomé, 03 Ags ( STP-Press)- A 3ª Feira internacional de negócios iniciou hoje na capital são-tomense em cerimónia presidida pelo ministro das Finanças, Comércio e Economia Azul, Américo Ramos que defendeu a transformação do arquipélago em “plataforma de prestação de serviço” na zona do Golfo da Guiné.

No seu discurso, Américo Ramos disse que o evento se enquadra “perfeitamente de uma abordagem de fazer São-Tomé e Príncipe uma plataforma de prestação de serviços no Golfo da Guiné”, a costa ocidental de África, englobando, Países como: Gabão, Guiné-Equatorial, Camarões, Nigéria, Gana e Costa Marfim.

Depois de ter sublinhado que o “São-Tomé e Príncipe tem oportunidades para negócios” a nível da sub-região , Ramos disse que “ a localização estratégica do arquipélago constituí por si só uma vantagem comparativa, contendo um mercado regional com mais de 350 milhões de consumidores”.

Tendo defendido a implementação de “reformas visando a melhoria do ambiente de Negócios” no arquipélago são-tomense, o ministro falou da necessidade de se diversificar a economia, criando “condições favoráveis” sobretudo, para a agricultura, pescas, turismo e prestação de serviço bem como a contrução do porto em aguas profundas e a modernização do areoporto.

A feira que termina domingo, decorre no palácios dos Congressos, ao centro de São-Tomé, sob o lema “Negócios na Placa Giratória do Golfo da Guiné” visando a divulgação, promoção e dinamização da vida socioeconómica de São Tomé e Príncipe.

Promovida pela UECPLP e organizado pela Câmara de Comércio, Indústria, Agricultura e Serviços de São Tomé e Príncipe, CCIAS, a feira conta com patrocínio do governo, Companhia Santomense de Telecominicações, CST e outros.

 

 

Fim/RN e AD

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome