“Milho chinês é híbrido, bom para humano e ração animal “ a prova do CIAT

0
511

São-Tomé, 23 Nov. ( STP-Press) –  O Director são-tomense do Centro de Investigação Agronómica de Potó, CIAT,  Severino Espirito Santos divulgou hoje os resultados dos testes científicos feitos ao milho que técnicos agrícolas chineses estão a cultivar em São-Tomé, tendo sublinhado que “ o milho não é transgénico, é mesmo híbrido … bom para o consumo humano e bom para ração”.

“Fizemos os nossos trabalhos e nós apuramos que o milho não é transgénico e é mesmo híbrido” disse Severino Espirito Santos, tendo sublinhado que o cultivo introduzido pelo técnicos chineses “é bom para consumo humano e bom para ração “.

Disse ainda que “de acordo com os dados agronómicos” o milho lançado por técnicos chineses são “resistentes as doenças e as pragas”, tendo por isso recomendado o governo de São-Tomé e Príncipe a apostar nesse cultivo, sobretudo, em termos de rendimento e qualidade do produto.

Acrescentou que o milho híbrido introduzido pelos técnicos chineses vai agora cruzar com o tradicional híbrido são-tomense para produzir um outro hibrido, que será posteriormente objecto de estudo e teste científico para se apurar a sua qualidade que para o director do CIAT, poderá “ ser melhor ou pior” .

O teste científico feito ao milho introduzido pelos técnicos chineses surgiu na sequência de acusações feitas por um grupo de pessoas, segundo quais, os técnicos chineses estariam a introduzir milhos transgénicos no País.

O ministro são-tomense da tutela, Teodorico Campos já havia desmentido as acusações tendo afirmado na altura tratar-se de uma variedade híbrida de milho no âmbito dos projectos-pilotos que os chineses estão a implementar em São-Tomé e Príncipe após o reatamento de relações diplomáticas entre os dois Países em Dezembro de 2016.

Fim/RN

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Seu nome