Texto: Ricardo Neto  ** Foto: InterMamata

São-Tomé, 19 Jan ( STP-Press) – A maior força da oposição são-tomense, MLSTP-PSD, continuará com as “diligências legais e democráticas” para defender a constituição, tendo responsabilizado o poder pela “ausência acentuada” do corpo diplomático, num encontro esta manhã com sociais democratas, – anunciou o secretário de Relações Internacionais, Nelson Mendes.

“Tivemos a confirmação da maioria dos convidados, mas o que constatamos agora é uma ausência acentuada destas mesmas individualidades” disse Nelson Mendes tendo sublinhado que “julgamos que eventualmente terá havido diligências por parte do poder no sentido de contrariar esta nossa intenção”.

Agendado para esta manhã num dos hotéis de São-Tomé, apenas um convidado, designadamente, o representante da República Gabonesa apareceu ao encontro solicitado por MLSTP-PSD face a situação política que se vive no arquipélago.

Nelson Mendes aproveitou para reafirmar que o MLSTP-PSD “continuará a desenvolver todas as diligências legais e democráticas” para que o poder sustentado pelo partido ADI possa cumprir “integralmente a constituição da república”, tendo em conta os últimos protestos da oposição que alega a existência de actos de inconstitucionalidade e ilegalidade no País.

Nelson Mendes acrescentou que o MLSTP-PSD atendendo a “gravidade da situação que se vive no País, continuará a desenvolver todas as diligências legais e democratas no sentido de fazer valer as suas posições no sentido de que o poder instituto possa cumprir integralmente a constituição da república”.

A divergência entre a oposição e o poder gerou há dias a intervenção da coordenadora residente das Nações Unidas em São-Tomé e Príncipe, que anunciou a chegada quarta-feira, 24 do Representante Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para a África Central com missão de “apaziguar a situação política” no arquipélago. Fim/RN

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome