Texto: Ricardo Neto ** Foto: InterMamata

São-Tomé, 23 Jan ( STP-Press ) –    O Representante Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para África Central, UNOCA, François Louncény Fall encontrou-se na tarde de segunda-feira com partido são-tomense no poder, ADI, que manifestou “toda a disponibilidade e abertura” para o diálogo como forma de se “ultrapassar” o desentendimento político que se regista no País.

A saída do encontro com o representante da Nações Unidas sobre a actua situação política no País, o secretário-geral do ADI, Levy Nazaré disse que “ devemos encontrar uma fora de se ultrapassar dialogando todas as questões “ que estão na base da contenda política entre o poder e a oposição.

“Nós ( ADI) manifestamos toda a nossa disponibilidade,  toda a nossa abertura para quaisquer esclarecimentos”, disse Levy Nazaré, tendo acrescentado que “ é bom que tudo isto aconteça de forma que o representante da Nações Unidas possa sair daqui bem esclarecido e levar a sua interpretação sobre tudo aquilo que acontece em STP”.

“ Nós apresentamos o nosso ponto de vista a nossa interpretação, por isso, achamos que esse barulho não tem razão de ser” – disse Levy Nazaré para depois afirmar que “ todo esse barulho faz parte do próprio processo democrático”, tendo sublinhado que “ STP é uma democracia muito activa, muito jovem, mas também muito dinâmica”.

Questionado sobre os protestos da oposição face ao tribunal Constitucional cujos juízes tomam posse quinta-feira, Levy Nazaré disse que “ não há inconstitucionalidade nenhuma, não há ilegalidade nenhuma”.

“A nossa constituição é clara e diz que os cinco juízes são eleitos pela Assembleia Nacional, e se o legislador quisesse que fosse por maioria qualificada de 2/3 ou 3/4, o próprio legislador teria posto na norma constitucional”- argumentou

Fim/RN

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome