Texto: Ricardo Neto ** Foto: Lourenço da Silva

São-Tomé, 22, ( STP-Press ) – O secretário-geral do partido são-tomense no poder, ADI, Levy Nazaré afastou qualquer hipótese de “retorno” na decisão parlamentar do seu partido que gerou a criação do Tribunal Constitucional, tendo alegado que “na democracia é o povo quem mais ordena” com tal “a maioria não deve estar ao reboque da minoria”.

O afastamento da hipótese de “retorno” foi declarado quarta-feira no final de um encontro com o Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, no qual, o Secretário-Geral do ADI teria explicado as razões políticas e constitucionais que levaram o seu partido a formar o Tribunal Constitucional, atendendo as críticas da oposição que apela para um “retorno” desta mesma decisão.

Recebidos também pelo presidente português, os partidos da oposição são-tomense, MLSTP-PSD, PCD e UDD admitiram a hipótese de não participar nas próximas eleições previstas para Outubro, caso o poder sustentado por ADI não retroceder da decisão que gerou a criação do Tribunal Constitucional considerado pela oposição de ilegal.

Secretário-Geral do ADI, Levy Nazaré, afastou qualquer hipótese de “retorno” sobre a decisão do seu partido, tendo alegado que “na democracia é povo quem mais ordena” com tal “a maioria não deve estar ao reboque da minoria” uma vez que, a oposição apesar de ter sido convidada a participar quis “travar o processo”.

“ Não vamos aceitar com um mandato legitimado pelo povo que uma maioria fica a vontade, fica ao reboque da maioria, isto em nenhum País do mundo acontece” – disse Levy Nazaré.

Disse que “ em democracia o povo é quem mais ordena através da maioria”, para depois sustentar que “ a minoria não pode impedir um País, a minoria não pode travar um processo democrático, a minoria não pode travar as reformas que a maioria está a fazer…”.

Tendo revelado que o seu partido teria convidado a oposição a participar na criação do Tribunal Constitucional, Nazaré sublinhou que “ eles não quiseram” como tal “ perderam oportunidade”.

Fim /RN

(Pode ouvir Registo Áudio da STP-Press )

Levy Nazaré Secretário Geral do ADI

Oposição, Aurélio Martins (MLSTP), Arlindo Carvalho(PCD) e Manuel Diogo, UDD

1 COMENTÁRIO

  1. A quando da XIII encontro sobre as TICs tecnologias de informação e comunicação da CPLP, o deputado Levy Nazaré falou da importância do uso benefícios das TICs, para maior interação entre o governo e a sociedade civil, entre os cidadãos e o poder.

    A acrescentar que os benefícios e uso das TICs é hoje uma ferramenta de comunicação informação a nível tecnológico internacionais transversal ao domínio do comércio electrónico, na saúde, na agricultura, na pecuária, nos transportes, na logística, na monitorização das alterações climáticas, etc, etc,…vários domínios onde a efectivamente aplicação prática de uso das TICs.
    Basta pensarmos na telemedicina, nas comunicações a nível da defesa segurança, na formação a distância, no controlo da rega gota a gota, na monitorização das plantas em crescimento, nas compras e vendas electrónicas nacionais internacionais, nas comunicações bancárias internacionais, nacionais, etc,…sendo nós um País(Território População Administração) pequeno insular que sofre com modularidade dupla, com recursos naturais limitados, devemos saber tirar partido desta ferramenta essencial para ultrapassar barreiras físicas geográfica, rumo ao desenvolvimento sustentável, implementando o seu uso domínio escolar social, institucional, Cultural, ambiental, desportivo, político, economico e financeiro, tanto naqueles que somente a usam como meio de comunicação, como aqueles que a usam meio de informação, sem esquecer a formação domínio nas especificidades técnicas de programação, bem como de manutenção reparação de hardware/software, que requer investimentos em formação técnico profissional, bem como a formação superior na Engenharia informática.
    És de São Tomé e Príncipe, acredita és capaz, organiza-te trabalha, produz, estuda, procura mais e melhor.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome