Texto: Ricardo Neto ** Foto: Lourenço da Silva

São-Tomé, 13 Jun, ( STP-Press ) –  Um grupo de empresários angolanos manifestou interesse de “intensificar relação comercial de negócios” com São Tomé e Príncipe, numa missão de prospeção terça-feira em São-Tomé, no final do encontro com Primeiro-Ministro são-tomense, Patrice Trovoada e testemunhado pelo embaixador angolano Joaquim Pombo.

Formada por vários representantes de diversas empresas de Angola, a missão empresarial angolana teve ainda encontro com o ministro são-tomense dos Negócios Estrangeiros e Comunidade, Urbino Botelho bem como responsáveis seniores da Câmara de Comércio Industria e Agricultura, dentre outras entidades afectas ao sector comercial.

Em declarações a imprensa, o angolano Agostinho Kapaia, presidente do Conselho de Administração da Comunidade de Empresas  de Angola sublinhou que “como Países irmãos, nós [empresários angolanos] podemos intensificar esta relação comercial de negócios com São-Tomé e Príncipe, que pode exclusivo ser o elo de ligação para outros mercados” desta sub-região africana, tendo citado como exemplos, Cabo-Verde, Gabão e Camarões.

“ Há necessidade de importações e exportações de ambos os Países [ Angola e São Tomé e Príncipe]” – disse Agostinho Kapaia tendo sublinhado a necessidade de transportes de modo a facilitar o processo de comercialização e de negócios.

“ Colocamos esta questão [transporte] ao Primeiro-Ministro [Trovoada] e vamos também levá-lo as entidades angolanas para que a curto ou médio prazo possamos ter solução de modo a que os produtos de Angola possam vir rapidamente a São Tomé e Príncipe e vice-versa” – acrescentou

Apontando ainda exemplos de futuros negócios angolanos no mercado são-tomense, Agostinho Kapaia citou a presença na missão do representante da empresa angolana Refriango, que “quer rapidamente mandar contentores de água, cerveja e sumos para São Tomé e Príncipe”.

Além da Refriango, uma das maiores empresas angolanas, especializada na produção e distribuição de refrigerantes, sumos, agua, bebidas energéticas e bebidas alcoólicas, integram ainda a missão empresas ligadas a produção de café, exploração de madeira, transformação de produtos agrícolas, materiais digitais e eletrónicos dentre outras especialidades.

Fim/RN

Ouça a declaração do angolano Agostinho Kapaia 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome