São-Tomé, 09 Jul – O antigo ministro são-tomense da Justiça, Roberto Raposo é o novo presidente do Supremo Tribunal de Justiça tendo sido eleito pelos seus pares que tomaram posse hoje na sede deste tribunal, nos arredores de São-Tomé.

A eleição de Roberto Raposo aconteceu na segunda volta da votação com três votos favoráveis contra um do outro concorrente Frederico Samba na sequência de um empate a dois votos registado na primara votação entre os quatro novos juízes que compõem este tribunal.

O juiz jubilado do Conselho Superior da Magistratura Judicial (CSMJ), José Paquete Teixeira que presidiu a cerimónia de tomada de posse desejou êxito aos novos juízes, tendo exortado para exercerem estas funções com “espírito de missão”.

José Paquete Teixeira sublinhou que “ espero que este acto simbólico sirva para pacificar os ânimos” no sector da justiça, tendo acrescentado que com a “reposição dos novos magistrados” a situação no Supremo passa a regularidade e normalidade.

A tomada de posse e a eleição do novo presidente do supremo acontece 72 horas depois da Assembleia Nacional, [parlamento] são-tomense ter aprovado o projecto resolução de nomeação dos mesmos, nomeadamente, Roberto Raposo, Frederico Samba, Eurídice Dias Carvalho e Leopoldo Marques, com 33 votos a favor, e 15 contra.

Aprovação de nomeação de novos juízes contou com 30 votos favoráveis da maioria parlamentar do ADI no poder, mais três votos a favor dos deputados independentes, 10 votos contra do MLSTP-PSD e cinco contra do PCD.

Fim/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome