Por: Nelson Silva em Pequim, China para Agência de Notícias STP-Press

São-Tomé, 9 Jul ( STP-Press ) – São Tomé e Príncipe fez-se representar no sétimo fórum Think-Tanks que reuniu quadros seniores da administração da República Popular da China e seus homólogos do Países africanos, tendo o representante são-tomense defendido uma melhor adequação do fundo chinês aos pequenos Estados Insulares”.

O director de planeamento do ministério das Finanças, Wilson Bragança, em representação de São-Tomé e Príncipe defendeu, dentre outras accões, a melhor adequação do fundo chines aos pequenos Estados Insolares, tendo sublinhado que “além de apoio financeiro, a China tem também muitas experiencias em vário domínios para transmitir aos Países do continente africano”

Na cerimónia de abertura do evento pelo Chen Xiaodong, ministro-adjunto do ministro dos negócios estrageiros da República Popular da China reiterou a continuidade do apoio do Estado chinês para os Países do continente, onde está localizado São Tomé e Príncipe.

“Nos últimos 40 anos a nossa cooperação económica alcançou um crescimento fenomenal e o comércio entre China e África cresceu mais de duzentas vezes” – disse a governante tendo acrescentado que “saímos de 170 bilhões de dólares para 765,  neste mesmo período de tempo o investimento chines em africa saiu de zero para 110 bilhões de dólares e estamos despostos a continuar”.

Durante o evento, académicos, analistas, investigadores, representantes de ONGs e quadros da administração central do estado do governo chines e africanos analisaram a sua situação actual e propuseram ideias para o seu futuro no âmbito de cooperação sino-africano.

Fim/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome