São-Tomé, 02 Agst ( STP-Press ) – O primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada procedeu quarta-feira o lançamento das obras para construção  de uma fábrica de óleo de palmas na Ribeira Peixe, ao sul de São Tomé, prevendo-se uma produção anual de 12 mil toneladas de óleo  num projecto estimada em 40 milhões de dólares.

As obras, ao cargo da empresa Egecom que deverão estar concluídas dentro de oito meses, inserem-se num projecto de investimento privado belga de pouco mais de 40 milhões de dólares, iniciado há nove anos, sobretudo, com plantação de palmeiras e outras intervenções raiz operadas pela empresa Agripalma.

Projectada pela EKPO Engeneering, prevê-se que nova fabrica da empresa Agripalma, a ser erguida numa área de 1.219,50 metros quadrados, terá uma produção anual de 10 à 12 mil toneladas de óleo cujo 80 por cento do produto se destinará a exportação neste sub-região do golfo da guiné, onde se localiza o arquipélago.

“ Para um País que carece de divisa, de facto, que este projecto é estruturante e de grande importância para a economia nacional”, disse o primeiro-ministro, Patrice Trovoada tendo acrescentado que “ este projecto leva o sector primário da economia são-tomense a evoluir-se para as fases de transformação, industrialização e de exportação”.

Na sua intervenção, o ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Teodorico Campos destacou o projecto na sua vertente económica bem como benefícios para os agricultores são-tomenses, os produtos de andim que poderão comercializar os seus produtos a nova fábrica da Ribeira Peixe.

Já o Presidente da Câmara Distrital de Cauê, onde será erguida a nova fábrica de produção de óleo de Agripalmas fez referência as vantagens sociais do projecto, essencialmente, na criação de postos de emprego para a população local e de outros distritos do País.

Fim/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome