Jorje Bom Jesus, lider do MLSTP e Arlindo Carvalho, lider da Coligação PCD-MDFM-UDD

Por: Ricardo Neto, jornalista da Agência de Notícias STP-Press

São-Tomé, 10 Out ( STP-Press) – A segunda e  terceira forças mais votadas nas legislativas são-tomenses de domingo, designadamente, o MLSTP-PSD e a coligação PCD-MDFM-UDD declaram ter “condições” para assumirem a governação do País nos próximos quatros anos, anunciaram esta manhã os lideres partidários, Jorge Bom Jesus e Arlindo Carvalho.

“ Nós, os partidos da oposição declaramos ter condições com 28 deputados poder assumir a liderança do próximo governo” disse Jorge Bom Jesus, líder do MLSTP-PSD, a segunda força mais votada nas eleições legislativas de domingo com 23 dos 55 deputados do parlamento conforme dados provisórios da Comissão Eleitoral Nacional, CEN.

Indo pelo mesmo diapasão, o líder da Coligação PCD-MDFM-UDD, a terceira mais votada com cinco deputados, Arlindo Carvalho sublinhou que “ estamos em condições de assumir a próxima governação” na base de “ um acordo de incidência parlamentar” entre as duas forças.

De acordo com os dados provisórios da CEN, o partido ADI de Patrice Trovoada ganhou as eleições legislativas de domingo com uma maioria simples de 25 lugares tendo sofrido uma baixa de oito lugares em comparação com o escrutínio de 2014.

Ainda nas legislativas de domingo, o Movimento de Cidadãos Independentes também conseguiu representação parlamentar ao eleger dois deputados.

Presidente da República é quem nomeia o primeiro-ministro, ouvidos os partidos políticos com assento parlamentar e tendo em conta os resultados eleitorais conforme reza a constituição que confere ainda ao Presidente a competência de nomear os outros membros do governo sob proposta do primeiro-ministro.

Fim/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome