Foto da Inforpress de Cabo-Verde

São-Tomé, 09 Nov (STP-Press) – A embaixada de São Tomé e Príncipe, na Praia, Cabo-Verde, reuniu-se com a comunidade são-tomense radicada em terras cabo-verdianas para se dar a conhecer, já que entrou em funcionamento há bem pouco tempo, tornou público sábado a Inforpress, a Agência cabo-verdiana de informação.

“Queremos passar aos nossos concidadãos algumas informações que achamos pertinentes”, disse à Inforpress o conselheiro da representação diplomática de S. Tomé e Príncipe em Cabo Verde, Deodato Lima, acrescentando que um encontro semelhante se realizou também na cidade de Assomada, Santa Catarina de Santiago.

Reconhece que muitos cidadãos são-tomenses têm os seus documentos caducados, pelo que, com a abertura da embaixada na Praia terão a oportunidade de os renovar.

Segundo ele, a documentação constitui uma das principais preocupações dos seus concidadãos residentes em Cabo Verde, e, por isso, a necessidade de uma embaixada no país já se fazia sentir, para ajudar a resolver estes problemas da comunidade.

Para o presidente da Associação da Comunidade dos São-tomenses em Cabo Verde, João Martins de Pina, este encontro revela-se de “grande importância” uma vez que se trata de uma oportunidade para os são-tomenses conhecerem melhor o papel da embaixada do seu país em Cabo Verde.

Segundo ele, o número de cidadãos são-tomenses a viver em Cabo Verde ronda à volta de quatro mil.

“Estamos bem integrados na sociedade cabo-verdiana”, disse João Martins que há 30 anos escolheu Cabo Verde para residir.

Os próximos encontros serão com as comunidades residentes no Sal e na Boa Vista.

Fim/ STP-Press/ Inforpress/ LC/ZS

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome