Por: Wang Yi, Conselheiro de Estado e Ministro de Relações Exteriores da China

São-Tomé, 04 Dez ( STP-Press) -Este ano marca o 10º aniversário da crise financeira global. Ao longo da década passada, os líderes do G-20 têm se reunido regularmente para orientar a economia mundial. O mundo está sofrendo com os choques económicos trazidos pelo crescimento do unilateralismo e protecionismo, e os países em desenvolvimento são cada vez mais afetados pelas repercussões negativas da mudança das políticas monetárias das economias desenvolvidas.

Uma nova década exige uma nova liderança para o G-20. O grupo deve demonstrar liderança na defesa do multilateralismo. O regime de comércio multilateral com a Organização Mundial do Comércio (OMC) como núcleo, chave componente do multilateralismo, deve ser fortalecido ao invés de enfraquecido.

A reforma da OMC é uma importante agenda do G-20. A China concorda com as reformas necessárias da OMC. O G-20 deve demonstrar liderança no avanço da reforma. Devemos continuar nossos esforços para implementar roteiro para reformar o sistema financeiro internacional e aumentar a representação e a voz dos países em desenvolvimento.

O G-20 deve demonstrar liderança no apoio à inovação. Essa é a hora do G-20 aproveitar as oportunidades da nova revolução científica e tecnológica, e avançar na cooperação para aplicar as novas tecnologias, aproveitar a economia digital e promover empregos para o futuro.

O G-20 deve demonstrar liderança na promoção do desenvolvimento. É necessário implementar ativamente a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Tal liderança requer um espírito de parceria entre os membros do G-20. A China está celebrando o 40º aniversário da sua reforma e abertura neste ano. Continuaremos sendo defensores e contribuintes do multilateralismo e de uma economia mundial aberta.

Fim/ Conselheiro de Estado e ministro de Relações Exteriores da China

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome