Por: Ricardo Neto, Jornalista da Agência de Noticias STP-Press

São-Tomé, 04 Dez. ( STP-Press) – O primeiro-ministro são-tomense, Jorge Bom Jesus considerou “preocupante” a crise energética no País, hoje no final de uma visitou surpresa as instalações da Empresa de Água Electricidade, EMAE, tendo,  anunciado  um “  Plano B de emergência” para minimizar a situação bem como um “inquérito” para imputar responsabilidades.

“ As informações são preocupantes” – disse Jorge Bom Jesus tendo acrescentado que “ para uma exigência de cerca de 20 megawatt, nós [a EMAE] estamos a produzir 11, daí que temos de adoptar um plano B em termos de emergências para momentos de pico, possivelmente a aquisição de forma pontual de um grupo [de geradores] ”.

Tendo admitido a hipótese de uma “solução ainda para este ano, pelo menos para quadra festiva” do natal e ano novo, o primeiro-ministro são-tomense disse que “ há alguns contatos preliminares que começamos a fazer na perspectiva de seremos poder”.

Ao falar da responsabilização face actual crise energética no País, Jorge Bom Jesus disse que “ a semelhança da aquilo que o Presidente da República exigiu eu alinho-me sobre o mesmo diapasão” relativamente a abertura de um inquérito “ para que possamos apurar responsabilidades e naturalmente sabermos como agir no erro e no eventual aspeto criminal”.

Trata-se da primeira visita de Jorge Bom Jesus com a uma instalação pública do País as vestes de Primero-Ministro,  depois de ter sido investido no cargo pelo Presidente da República em cerimónia realizada segunda-feira no palácio presidência de São Tomé.

Fim/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome