Texto: Ricardo Neto ** Foto: Cristiano Dondo

São-Tomé, 22 Dez. ( STP-Press ) –  “Precisamos de uma política externa, de uma diplomacia ao serviço do desenvolvimento” disse, o primeiro-ministro são-tomense, Jorge Bom Jesus, quinta-feira ao entregar o programa do seu governo ao Presidente da Assembleia Nacional,  Delfim Neves, para sua posterior discussão e aprovação parlamentar.

“ Nós dependemos e somos devedores do exterior, por isso, precisamos de uma política externa, de uma diplomacia ao serviço do desenvolvimento” – disse Jorge Bom jesus ao citar um dos quatro eixos fundamentais do programa do seu governo.

Sublinhou que outro “eixo é do crescimento económico que nós queremos robusto para criar riqueza e criar emprego, sobretudo, para a camada jovem, naturalmente dentro desse eixo, a infraestruturação do País e não só”.

A outra base da governação, Jorge Bom Jesus disse tratar-se da “devolução da dignidade ao povo são-tomense através da melhoria da qualidade dos serviços sociais e no investimento do capital humano, as pessoas, cada são-tomense, a coisa mais precisa que temos e é preciso acarinhar cada um em separado”

O outro ponto fundamental do programa governativo é “ o aprofundamento do Estado de direito democrático, da justiça, das garantias e liberdades individuais na coesão social e nacional” acrescentou, Jorge Bom Jesus que chefia o XVII governo constitucional são-tomense entrado em funções no dia 3 de Dezembro corrente na sequência das legislativas de 07 de Outubro último.

Fim/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome