Edil de Lobata denuncia consequência de efeitos climáticos no seu distrito

São Tomé, 22 set. 2017 (STP-Press) – O líder do distrito de Lobata, Policarpo Freitas, lamentou, há dias, as consequências de efeitos climáticos no seu distrito.

Falando num seminário de sensibilização, promovido pelo Ministério da Agricultura, e realizado nas instalações da extinta empresa agro-pecuária Agostinho Neto, o autarca denunciou que mudanças climáticas estão a provocar consequências bastante graves para agricultores de Lobata. 

Lobata, localizado no centro norte da ilha de São Tomé, e bastante rico em agricultura, pesca e turismo, é o distrito que mais padece de mudanças climáticas no arquipélago de São Tomé e Príncipe. 

Segundo Victor Bonfim, quadro sénior da Direcção Geral do Ambiente e que orientou tal seminário de sensibilização, a sua realização visa sensibilizar e potenciar responsáveis, directores, agricultores e a população com conhecimentos pedagógicos sobre os efeitos negativos de ordem pluviométrica na Agricultura”.

 

“Trata-se de um problema, ao qual, as pessoas, sobretudo, agricultores, não podem ignorar, porque mudanças climáticas é um problema sério e que a sua consequência pode afectar a vida de todos são-tomenses”, advertiu Bonfim.

 

O seminário cuja temática era “efeitos de mudanças climáticas na agricultura” foi promovido pelo Ministério da Agricultura, em cooperação com a Direção-geral do Ambiente, em saudação a passagem de 30 de setembro, dia nacional de Reforma Agrária em São Tomé e Príncipe. 

Fim/MD 

 

 

 

  Av. Marginal 12 de Julho – S. Tomé

Cidade de São Tomé – Telefone: n.º (00239) 2 222087 / (00239) 2 2223431- C.P. n.º 12 - E-mail:

© STP-PRESS. Todos os direitos reservados. © - web designer: João Soares

:: Política | Sociedade | Economia | Cultura | Entrevista | Desporto | Quem Somos | Contacto |  Arquivo |  Fórum ::