Panamá estabelece relações diplomáticas com China após romper com Taiwan

São-Tomé, 13 Jun (STP-Press) – A República de Panamá acaba de estabelecer relações diplomáticas com a China, após romper os laços com Taiwan, seguindo-se a São-Tomé e Príncipe que em Dezembro optou pelo mesmo caminho diplomático - soube hoje STP-Press de fonte oficial.

A decisão do governo de Panamá foi tomada hoje em comunicado, que formaliza o início do relacionamento diplomático, assinado pela vice-presidente e chanceler do Panamá, Isabel de Saint Malo, e o ministro de Relações Exteriores da China, Wang Yi, em Pequim.

No comunicado conjunto, o governo do Panamá reconhece que existe "uma só China" no mundo, tendo sublinhado que "o governo da República Popular da China é o único governo legítimo que representa toda a China, e Taiwan forma parte inalienável do território chinês".


O governo da República do Panamá rompe nesta terça suas relações diplomáticas com Taiwan e se compromete a deixar de ter relação ou contato oficial com Taiwan", acrescenta o documento.

A vice-presidente panamenha destacou que a nação centroamericana se junta aos 174 países que reconhecem "a política de uma só China". "Concretizamos hoje um passo importante e vamos começar uma aliança estratégica que resultará em benefício para ambas as nações e povos", disse Isabel de Saint Malo.


Panamá segue-se assim a São-Tomé e Príncipe que em Dezembro ultimo também decidiu restabelecer as relações diplomáticas com a República Popular da China depois de cortar unilateralmente com Taiwan.

Fim/RN

 

 

 

  Av. Marginal 12 de Julho – S. Tomé

Cidade de São Tomé – Telefone: n.º (00239) 2 222087 / (00239) 2 2223431- C.P. n.º 12 - E-mail:

© STP-PRESS. Todos os direitos reservados. © - web designer: João Soares

:: Política | Sociedade | Economia | Cultura | Entrevista | Desporto | Quem Somos | Contacto |  Arquivo |  Fórum ::