Funcionários judiciais suspendem a greve nos tribunais são-tomenses

Foto de Jornal Visão de Sábado.

São-Tomé, 06 Jun ( STP-Press ) – Os funcionários judiciais e do Ministério Público de São-Tomé e Príncipe decidiram suspender a greve que durou cerca de três meses, na sequência de um memorando de entendimento entre o sindicado da classe e o governo – Soube-se hoje de fonte oficial.

A decisão da suspensão da greve vem expressa em comunicado do sindicado dos funcionários judiciais e do Ministério Público são-tomense dando conta da assinatura de um memorando de entendimento com o governo.

“Considerando que os tribunais administram a justiça em nome do povo; após uma análise cuidada e ponderada a assembleia geral dos funcionários judiciais e do Ministério Público deliberou suspender a greve", - lê-se no comunicado do sindicato judicial.

A paralisação da greve judicial chegou ao fim depois de várias rondas de negociações entre o sindicato da classe e as entidades públicas responsáveis pelo sector, com várias discussões e troca de argumentações face as exigências dos funcionários judiciais e do Ministério Público.

De acordo com o caderno reivindicativo apresentado, o sindicato em questão que exigia sobretudo a actualização da grelha salarial e melhorias de condições de trabalho nos seus respectivos postos de serviço.

Fim/RN

 

 

 

  Av. Marginal 12 de Julho – S. Tomé

Cidade de São Tomé – Telefone: n.º (00239) 2 222087 / (00239) 2 2223431- C.P. n.º 12 - E-mail:

© STP-PRESS. Todos os direitos reservados. © - web designer: João Soares

:: Política | Sociedade | Economia | Cultura | Entrevista | Desporto | Quem Somos | Contacto |  Arquivo |  Fórum ::