São Tomé e Príncipe defronta Camarões

para CHAN/2018 no Quénia

Por Jornalista Manuel Dênde

 

São Tomé, 10 de out. 2017 (STP-Press) – A Selecção Nacional de Futebol de São Tomé e Príncipe joga sábado, em São Tomé, em jogo de 1ª mão, diante dos Camarões, em jogo pontuável para a pré-eliminatória da CHAN, prova qualificável para atletas que actuam em Campeonatos Nacionais da modalidade em África.

 

Para o jogo em causa, 1º de género na história entre São Tomé e Príncipe e Camarões, a CAF, organismo reitor de Futebol em África, designou um trio de arbitragem da vizinha República da Guiné-Equatorial que chegou na manhã de quinta-feira, a Cidade de São Tomé.

 

Ao nível da Selecção Nacional, destaque vai para a convocação de mais de meia dúzia de futebolistas do Sporting de São Tomé, que milita na 2ª divisão, onde desponta a estrela da equipa “verde e branca”, Ronaldo, com mais de 20 golos marcados esta época desportiva.

 

Vitória do Riboque, Praia Cruz, Caixão Grande e a UDRA, são equipas que contribuem também, com atletas para a Selecção Nacional de Futebol.

 

No que toca a Praia Cruz, destaque para a convocatória de seis atletas, na sua maioria jovens, onde destaque vai para dois jovens promissores do Futebol Nacional, designadamente, defesa central Kota e ponta de lança, Kapito.

 

Atletas profissionais que actuam no exterior do país, não são qualificáveis para este jogo.

Daí, não se contar com a presença de Luís Leal, jogador do Clube argentino do No Wewell Ol Boys; Jair Nunes, do Lusitano de Évora; Harramiz, do Académica de Portugal (seu novo Clube), João Ramos (do Lusitano da França) e Digo Jordão, na Grécia.

A luz dessa filosofia do jogo destaca-se que os “Leões Indomáveis” não virão reforçados com a sua principal estrela cintilante: Aboubakar, ponta de lança, que actua no Futebol Clube do Porto de Portugal.

 

Fazendo antevisão do jogo de sábado, cujo palco será o Estádio Nacional “12 de Julho” em São Tomé, o Seleccionador Nacional, o camaronês Gustave Clement N’Numbat, atribuiu, á partida, todo favoritismo a equipa forasteira.

 

O técnico nacional reconhece toda vontade nacional em querer ver o país na próxima eliminatória da competição, mas sem receio e demagogia, sublinhou que a turma nacional parte em desvantagem.

 

“Sem nenhum receio e sem nenhuma demagogia São Tomé e Príncipe parte em desvantagem, porque estamos a falar do campeão de África”, afirmou. 

E mais adiante, acrescentou, “estamos a defrontar os Camarões numa fase em que estamos em construção, por isso diria que temos desequilíbrio de 30/70%”. 

Mesmo limitado, com um plantel composto por muitos jogadores sem qualquer experiência internacional e sabendo do poderio do adversário, o técnico nacional promete montar uma equipa capaz de honrar o seu público. 

O jogo agendado para às 15:00h e pontuável para pré-eliminatória da CHAN/2018 terá como país acolhedor para fase final, Quénia. 

Fim/MD

 

 

 

  Av. Marginal 12 de Julho – S. Tomé

Cidade de São Tomé – Telefone: n.º (00239) 2 222087 / (00239) 2 2223431- C.P. n.º 12 - E-mail:

© STP-PRESS. Todos os direitos reservados. © - web designer: João Soares

:: Política | Sociedade | Economia | Cultura | Entrevista | Desporto | Quem Somos | Contacto |  Arquivo |  Fórum ::