Trovoada preocupado com o comércio de escravos na Líbia

0
501

São-Tomé, 28 Nov. (STP-Press) – O primeiro-ministro de São-Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, recebeu em audiência o representante da Líbia na capital são-tomense com quem analisou os supostos leilões de refugiados africanos negros como escravos no território líbio, Soube-se hoje de fonte governamental.

No final da audiência de segunda-feira, o representante líbio, Salhaiddin Aissa  disse ter solicitado o apoio do primeiro-ministro são-tomense no sentido de encetar contatos junto da Comunidade Internacional de modo a apoiar a Líbia na resolução da questão que se prende com a emigração ilegal e o crime organizado.

“Solicitamos apoio do primeiro-ministro são-tomense à Líbia no sentido de se promover uma campanha internacional para ajudar a resolver a situação de emigração ilegal a partir dos Países de origem”. – Sublinhou o responsável líbio em São-Tomé.

“ A solução da questão dos emigrantes ilegais não deve ser resolvida dentro do território líbio porque a Líbia também sofre com esta situação, a resolução deste problema tem de ser na fonte, nos respectivos Países dos emigrantes” – acrescentou Salhaiddin Aissa

O escândalo na Líbia foi revelado na semana passada pela emissora americana CNN e chocou o mundo. Imagens feitas com celular mostram homens negros sendo apresentados a compradores do Norte da África no que seria um mercado de escravos próximo à capital do país, Trípoli.

A Líbia é vítima do caos e da guerra civil desde que rebeldes apoiados pela Otan conseguiram, em 2011, derrubar o ditador Muammar Kadafi, no poder desde 1969. Hoje há, basicamente, dois centros de poder no país, ainda que nenhum deles detenha um controle efetivo nem mesmo sobre os grupos armados que os apoiam.

Fim/RN

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Seu nome