Angolanos vão às urnas quarta-feira para escolha de um novo Presidente

0
1570

Luanda, 19 Ag. (STP-Press) – Angola entrou no momento derradeiro da Campanha Eleitoral, para a votação na próxima quarta-feira e o MPLA terminou no último sábado o seu acto político de massas no bairro de Camana em Luanda.

O candidato do MPLA para ocupar a vaga do chefe de Estado angolano, João Lourenço, orientou o último Acto Politico em Camana e contou com a primeira participação especial do Presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, aos 15 quilómetros do centro da cidade de Luanda, com a abertura do Primeiro Secretário do MPLA para esta província de Luanda, Higino Carneiro.

O Presidente do MPLA e da Republica, José Eduardo dos Santos, mostrou o lenço branco da partida neste último comício do MPLA em Luanda; apelando a população angolana a votarem no João Lourenço em massa para ser eleito o próximo Presidente da Republica de Angola. “ Não faltem as eleições e não se enganem, para com o povo rumo a vitória de 23 do Agosto;” afirmou o Presidente Eduardo dos Santos, com forte apelo de presença massiva da OMA, JMPLA, militantes, simpatizantes e aderentes em geral para próxima quarta-feira.

O forte candidato do MPLA e favorito porque o Partido é uma grande família em Angola, comprometeu-se preservar a conquista já alcançada e defende categoricamente uma economia de exportação “ Made in Angola” e ao mesmo tempo vai apostar no investimento do capital humano principalmente para a juventude, educação e saúde como melhor forma para trabalhar com os angolanos num desenvolvimento simples e harmonioso em Angola.

 

João Lourenço, defende um novo modelo de governação para Luanda no dia 23 e encontrar o novo sonho principalmente para os jovens, “ as oitos províncias corresponderam o MPLA e capricharam bem cada um da sua maneira; foi muito bom em massa mostrar o seu carinho ao Partido do MPLA que espera uma maioria qualificada de dois terços dos deputados;” enfatizou o vice-presidente do MPLA e Candidato Presidencial.

O sucessor da cadeira de José Eduardo dos Santos, no Palácio na cidade alta de Luanda; João Manuel Gonçalves Lourenço, disse a multidão em Camana que: “ alguns laboratórios facilitaram a derrota do MPLA e o seu candidato criado há seis meses. Mas, o povo veio a rua contrariar os referidos dados do laboratório lá fora e disse sim Angola de paz, livre e preparada. Porque o povo sabe que só o MPLA coloca a mulher onde ela merece;” acrescentou o próximo inquilino do Palácio Presidencial, João Lourenço.

O MPLA equipado a rigor, proferiu antecipar o fecho da sua campanha este sábado e libertou os seus apoiantes, para este embate eleitoral que termina na segunda-feira para deixar o espaço livre para a reflexão da terça-feira, com a finalização das urnas na quarta-feira dia 23 de Agosto.

Fim/ IM

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Seu nome