Congresso do MLSTP será decidido pelo Conselho Nacional

0
1148

 

São-Tomé, 27 Nov. ( STP-Press ) –  A realização de um congresso do MLSTP-PSD antes das eleições de 2018, será decidido pelo Conselho Nacional do partido e não por pressão da ala dos “veteranos” críticos à actual liderança de Aurélio Martins – anunciou o próprio líder, este fim-de-semana, no final da conferência nacional dos socias democratas.

“ Nós, a direcção do partido, no quadro das recomendações saídas da conferência, vamos submeter censura ao Conselho Nacional que pode decidir, se a melhor via será o congresso ou se será unir em torno da atual direcção ” – disse Aurélio Martins face a ideia de um congresso para legitimar a sua liderança antes das legislativas e autárquicas de 2018.

“ Algumas vozes acham que devemos ir para congresso, mas a maioria acha que não. E, temos de trabalhar para unidade em torno da actual direcção do partido”- disse Aurélio Martins, numa clara resposta as críticas encetadas por uma ala de críticos a sua liderança, formada, sobretudo, pelos antigos líderes do partido.

O antigo líder e fundador do partido, Manuel Pinto da Costa disse durante a conferência que “ a união não se alcança, baseando-se em legitimidades adquiridas no passado”, tendo sublinhado que “ o futuro ganha-se com uma direcção que inspira confiança”.

“Não se pode conceber união sem renovação” acrescentou Pinto da Costa para depois concluir que “a união não se proclama, a união não se decreta, a união resulta de um processo de diálogo permanente e responsável reconciliação e tolerância.”

O actual líder do partido, Aurélio Martins, em resposta as críticas dos veteranos disse que “ não estamos aqui para apontar dedos e encontrar culpados”, tendo sublinhado que “ todos temos a nossa quota-parte …devemos através de dialogo buscar consenso para ganhar o futuro”.

Fim/RN

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Seu nome