Shell vai construir duas infra-estruturas escolaridades na localidade de São Marçal

0
74

Por Manuel Dênde, Jornalista da STP-Press 

São Tomé (São Tomé e Príncipe), 17 Mai. 2021 (STP-Press) – A petrolífera anglo-holandesa, Shell, vai construir e equipar dois novos edifícios escolares na localidade de São Marçal, pouco menos de três km ao sul da cidade de São Tomé, – informou hoje, uma fonte afecta Agência Nacional de Petróleo, ANP, entidade reguladora da política petrolífera em São Tomé e Príncipe. 

Estes investimentos constam num memorando assinado, esta sexta-feira, em São Tomé, entre Olegário Tiny, Presidente da ANP e Eduardo Rodriguez, Director Executivo da Shell para São Tomé e Príncipe. 

Assistiu a cerimónia de assinatura da convenção a ministra tutelar da Educação, Julieta Rodrigues, que disse à STP-Press que as construções destes edifícios inserem-se no âmbito de expansão do parque escolar da localidade de São Marçal, um dos bairros mais populosos do Distrito de Água Grande. 

Sem indicar o valor que a Shell vai despender nessa dupla construção, Olegário Tiny pontuou que as obras agendadas há um ano, encontram-se atrasadas devido a situação de pandemia do Covid-19. 

Sabe-se igualmente que a viabilização destes dois edifícios vão aligeirar a situação de sobrelotação de estruturas actuais, incapazes de satisfazer a demanda resultante do crescimento do número de alunos que procuram a participação nas escolas e, igualmente, incentivadas pela política de inclusão de crianças no sistema nacional de Ensino no País. 

De acordo com a Carta de Política Educativa, nenhuma criança pode ficar fora do sistema nacional de ensino e fixa a gratuitidade no ensino até 9ª classe do ensino geral em São Tomé e Príncipe. 

Fim/MD/LM

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Seu nome