Cantor “General João Seria” homenageado pelo Governo de São Tomé e Príncipe

0
92

Texto: Manuel Dênde, Leonel Mendes e João Soares ** Foto: Lourenço Silva
 
São Tomé (São Tomé e Príncipe), 10 Jul. 2021 (STP-Press) – O governo de São Tomé e Príncipe acaba de homenagear o cantor “General João Seria”, com um “Certificado de Mérito” e oferta de um apartamento T-2, pela sua estimável contribuição no engrandecimento da cultura nacional.

O evento, teve lugar no Salão Nobre do Palácio do Governo, localizado na Praça Yon Gato, na cidade de São Tomé, capital de São Tomé e Príncipe. 

Tratou-se de uma cerimónia singela, mas carregada de grande significado sociocultural, conforme considerou o Primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus, que presidiu o acto. 
 
Na óptica do Primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus, a homenagem do Governo São-tomense à Gabriel João, “General João Seria”, justifica-se porque este promoveu o nome de São Tomé e Príncipe com suas músicas, danças e outras magias pelos vários países do Mundo. 
 
Segundo ainda o Chefe do Governo São-tomense, “trata-se de um feito de grande orgulho para São Tomé e Príncipe”, acrescentando ainda que o antigo e carismático líder do Conjunto África Negra, “através de suas músicas fez elevar o nome e a Bandeira de São Tomé e Príncipe pelos quatro cantos do Mundo”. 

A atribuição ao “General João Seria” de um “Certificado de Mérito” assim como de um apartamento T-2 do bloco de casas sociais construída pelos chineses, na localidade de Mestre António, no Distrito de Cantagalo, na Ilha de São Tomé, resulta de uma decisão do Conselho de Ministros. 
 
O “General João Seria”, presente na cerimónia e visivelmente emocionado, ao agradecer as autoridades pelo gesto, disse que aceita a homenagem, a qual afirmou que “esta homenagem vai estimular outros artistas a demonstrarem amor à Pátria e pela cultura do País”. 
 
Marcaram presença nessa cerimónia, alguns governantes, dos quais destacamos o ministro do Traballho, Solidariedade, Família e Formação Profissional, Adlander Matos, o Secretário de Estado da Comunicação Social, Adelino Lucas, Director-geral da Cultural, Guilherme Carvalho.

Sublinha-se que o ministro do Turismo e Cultura, Aerton do Rosário, autor da proposta de atribuição da aludida homenagem, não marcou presença no acto por se encontrar na cidade de Stº António, na Ilha do Príncipe, onde é natural, por razões familiares inadiáveis. 
 
“General João Seria”, 73 anos, é a principal estrela cintilante do histórico “Conjunto África Negra”, fundado nos anos 70 na Ilha de São Tomé, que além de marcar o seu espaço no País de forma irrepreensível foi uma das bandas que até hoje se faz sentir no espaço da CPLP e noutros parâmetros do Mundo. 
 
E fora do espaço da CPLP, destaque vai para países como a Bélgica, França, RDC, no Gabão e na Alemanha onde esteve ainda no transato. 
 
“General João Séria” é intérprete de várias músicas mágicas, algumas das quais inesquecíveis como reportamos, “Aninha”, “Carambola Nova Moca”, “Pedlêlo” e outras. 
 
A iniciativa insere-se no âmbito das festividades do 46º Aniversário da Independência Nacional da República Democrática de São Tomé e Príncipe, que se celebra à 12 deste mês. 
Fim/MD/LM/JS
STP-Press 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Seu nome